Ok ladies, now let’s get (in)formation…

beyonce-3

Lemonade
De Beyoncé
Lançamento, Pop, 12 faixas + Lemonade Film
Disponível na plataforma Tidal (assinatura mensal R$ 14,90) e no iTunes (US$ 17,99)

Beyoncé, mais conhecida como Beysus, lançou de surpresa seu mais novo álbum Lemonade.

E se não bastasse pegar todos assim de supetão, ela em menos de UMA SEMANA emplacou o primeiro lugar na lista dos mais vendidos da loja virtual da Apple em mais de 80 países. EXATO, 80 países.

Como sou devota de Beysus, aqui estou eu para descrever todo meu amor ao assistir Lemonade. Vou tentar tirar de dentro de mim tudo o que senti ao assistir e ouvir o Álbum -visual e descrever para vocês, mas antes…

Vou postar apenas uma reação de um desconhecido que no momento falará por mim:

1
Lemonade, já tiveram centenas da posts sobre esta obra de arte, mas eu não vou deixar passar, cada música, cada clipe. Capa visual da Bey, OMG, tá muito bom

Vamos por partes:

Lançado no último dia 23, Lemonade e é o sexto álbum da Diva Master. Brilhante, o vídeo teve como Intuition uma perfeita forma de começar o álbum. Adorei as representações da mulher negra, adorei Beyoncé usando vários cabelos afros com muita trança, um arraso no look, no cabelo, na música MEU DEUS essa mulher é foda demais mesmo. Como ela canta bem natural e romanticamente, quebrando tudo.

19188866

 

A música Sandcastles? Beyoncé, pelada, sem make, sem alter ego, nada… mostrando tudo de si, essa é a Beyoncé que eu adoro, não a superstar, mas a humana a que mostra como é, a mulher traída e que não tem vergonha de assumir seus problemas, que cresce com eles.

giphy (8).gif

E seu jeito todo MOTHERFUKER de dizer que foi traída e que sofreu sim, mas agora não sofre mais, sempre houveram burburinhos sobre uma possível traição, mas “people talk” seja sobre o que for, sempre falam e falam muito, como sou adoradora de Bey, nunca duvidei dela e nem acreditei em fofocas, sempre achei que ela saberia a forma certa de falar. E aí está, brilhantemente feito Lemonade me encantou e tenho certeza que encantará muita gente. Não tenho mais o que falar, apenas que sem dúvida alguma Bey se superou e esse foi seu melhor álbum.

Para finalizar, já que não sou nenhuma crítica musical, li essa matéria e achei simplesmente completa. Não vou colocá-la na íntegra, apenas uma parte importante e bem educativa sobre a obra de arte Lemonade.

“É uma obra que traça uma história de adultério, decepção, zanga e reconciliação, misturando uma história individual (a de Beyonce? Ou a de qualquer ser humano na procura da transcendência e do conhecimento?) com a das mulheres negras nos Estados Unidos de diferentes gerações. Uma história de sobreviventes, mas também de quem não desiste de celebrar a vida.

O filme está estruturado a partir de excertos de poemas de Warsan Shire, ditos por Beyoncé, criando um ambiente etéreo e sulista, mas também simbólico e incendiário, dualidade de amor e ódio, fazendo recordar algumas obras de Terrence Malick.

Começa com Beyoncé a questionar a sua relação. “Are you cheating on me?”, interpela. Quando a infidelidade se torna evidente, protesta: “They don’t love you like i love you”, canta em Hold up, num refrão que alude à canção Maps dos Yeah Yeah Yeahs, seguindo-se a zanga: “i’m gonna fuck me up a bitch”, canta, de taco de basebol na mão, descarregando a fúria em tudo o que lhe aparece à frente. Mais tarde dirá: “You ain’t married to an average bitch, boy!”, enquanto em Don’t hurt yourself, com Jack White, canta de forma distorcida, como a própria música: “This is your final warning / you know i give you life / If you try this shit again / You gon lose your wife.”

A canção 6 inch (com The Weeknd) é a primeira do álbum que não é directamente sobre a infidelidade, mas sobre como deter o controlo sobre a sua existência, a identidade, o negócio. E depois existe Daddy lessons, que marca uma viragem na obra, com um som pop de fanfarra a preparar o ouvinte para uma segunda parte marcada pelo perdão, pela recuperação e pela esperança.

A digressão emocional individual mistura-se com a experiência das mulheres negras americanas. Há mesmo um excerto de um discurso de Malcolm X (“The most disrespected person in America is the black woman. The most unprotected person in America is the black woman. The most neglected person in America is the black woman.”) e ao longo do filme grupos de mulheres negras vão aparecendo, como se fossem uma frente unida de solidariedade.”

Uma inesquecível obra-testamento de Beyoncé

E se quiser ver Lemonade…

(Visited 118 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta