COMO SOBREVIVER AO NATAL EM FAMÍLIA

Pense que é só por um dia
Receber meus familiares em casa, ou ir na casa de familiares em ocasiões como essas, sempre foi um pesadelo porque só considero família aqueles que realmente conheço, ou melhor os que são próximos. Alguns tios, primos e “afins”, além de fazerem com que você se sinta invadido, são em sua maioria preconceituosos, religiosos e cheios de mimimis. Muitos devem pensar que o melhor é a cara, se trancar no quarto mas te garanto que o dia parecerá não ter fim. Tudo o que você precisa fazer é educado. Dar bom dia, boa tarde e não ficar de cara feia o tempo todo. Afinal, é só um dia. Dois, no máximo, se dormirem na sua casa ou você na deles. Mas vai acabar e quanto menos danos causar, melhor.
Evite brigas
Alguns parentes parecem não entender muito bem seus gostos, preferências, sexualidade, enfim acham tem o direito de se intrometer e soltar uma daquelas perguntas obviamente chatas: “e as namoradas?”. Seja sincero, e não deixa de soltar algo para provocar esses parentes que parecem provocar primeiro. Essas alfinetadas não geram brigas maiores ou incômodos que afetam o feriado inteiro, mas se na sua casa esse tipo de coisa cria tempestades em copos d’água, jogar o Jogo da Família Feliz pode te salvar de dores de cabeça dispensáveis. Quando perguntarem coisas para te deixar envergonhado, responda algo genérico ou solte uma piada inocente.

Respeite seu tempo social
Se estiver fazendo um esforço muito grande para ser simpático com seus familiares, retire um tempo para respirar e ficar sozinho, ou até ligar para amigos e desejar um feliz feriado. Lembre-se que a vontade de não gerar estresse é sua. Dê uma desculpa de que precisa levar o lixo para fora, saia para dar uma volta de bicicleta ou finja que está com dor de barriga para se trancar alguns minutos no banheiro com seu celular e músicas. Saiba seu limite e o respeite.

Defina limites
Quando há festa em família aqui em casa meu quarto é um espaço sagrado, então crio regras simples que todos entendem como não entrar sem bater, fechar a porta ao sair ou simplesmente deixo a porta trancada e só quem eu quero entra. Não deixe crianças pegarem seus bonecos de coleção do McDonald’s e não deixe os parentes usarem o computador. Tente ser educado e criar um ambiente de paz, mas definir limites é necessário para a sua saúde psicológica.

Tente se enturmar
E se quiser deixar de ser individualista, antissocial ou ranzinza, tente se divertir com sua família. Todo mundo tem defeitos, até você, então ignore-os por esse dia especial e repare nas qualidades de seus parentes. Tente sorrir de verdade, participe dando ideias de coisas para fazer e tente ser mais simpático com as crianças, que provavelmente sofrem tanto quanto você. Coma bem, não exagere na bebida e seja aquilo que você gostaria que seus parentes fossem para você.

Inspirado no post de Discípulos de Peter Pan

(Visited 21 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta