Projeto #100diasdeamorproprio.

Depois de tanto tempo sem escrever nada aqui, achei um post em um blog e decidi entrar nesse projeto: #100diasdeamorproprio.

E se nos amássemos incondicionalmente?

E se honrássemos o nosso corpo e a história que ele carrega?

E se o nosso sonho fosse maior do que o de apenas ser magra?

E se de gostássemos do que vemos no espelho?

Imagine só a mudança radical que teríamos nas nossas vidas. Imagine todas as horas desperdiçadas murchando a barriga de frente para o espelho, esticando o rosto, mudando o cabelo, reposicionando os seios. Calcule tudo isso e reverta em horas de produtividade, diversão ou descanso, não seria maravilhoso? Imagine como o seu mundo seria se você decidisse se amar radicalmente.

Visualize um mundo em que você jamais precise reclamar que está gorda, magra ou flácida demais. Pensa só você indo para a academia sem jamais ter que trocar receitas de dietas com outras companheiras de malhação. Quando houver uma festa, você vai escolher a roupa que se sentir melhor e mais sexy, se assim o quiser, sem criações de maiores dramas. E se não houver um vestido adequado no seu armário, você vai sair para comprá-lo na sua numeração correta.

Será que você seria mais gorda ou mais magra se você decidisse se amar? O que será que você comeria – mais chocolate ou mais alface? Qual seria a sua revista preferida, o seu blog preferido, o jornal, o programa de TV? Você ainda leria os mesmos textos se a sua prioridade fosse o amor-próprio? Com quem você se relacionaria? Qual emprego teria?

O amor-próprio não é algo que surge do nada, sem esforço, simplesmente porque nós nos olhamos no espelho e gostamos do que vemos. O amor-próprio, por sinal, não é baseado apenas na nossa aparência ou nas nossas conquistas, ele continua presente mesmo nas derrotas ou quando a velhice chega. E o mais importante: amor-próprio não é simplesmente se sentir bem consigo mesma.

Amor-próprio, assim como qualquer tipo de amor, é um sentimento que precisa ser cultivado e nutrido. Ele precisa de tempo, dedicação e esforço para crescer e se consolidar. E quando estiver forte o suficiente, mesmo que haja momentos em que duvidemos da sua existência, ele vai surgir e nos mostrar amar sempre vale a pena.

Mais do que se sentir bem consigo mesmo, o amor-próprio é um estado em que apreciamos quem somos. Infelizmente, ele não surge apenas com leitura de frases motivacionais, ele cresce de acordo com as nossas ações diárias, que podem nos aproximar ou nos afastar desse amor.

Por mais que você esteja decidida a se amar, não há amor que resista a revistas, programas de televisão, filmes ou sites femininos te ensinando como se comportar, se vestir e se relacionar. O amor-próprio é livre e só se manifesta em liberdade. Qualquer mídia que surge com um ideal de comportamento ou de aparência só está tentando diminuir o amor que você tem por você mesma.

Você precisa de mensagens e ações que reafirmem que está tudo bem ser quem você é e agir de acordo com a sua verdade. O amor-próprio aumenta a partir das ações que apóiam o nosso crescimento emocional, físico e espiritual.

Quando começamos a agir de maneira que expande o amor que temos por nós mesmas, começamos a aceitar os nossos pontos fracos e fortes e não sentimos mais a necessidade de explicar as nossas fraquezas – nem aos outros, nem a nós mesmas. Nós passamos a ser mais gentis conosco e a nos ver como pessoas completas que são dignas de amor e admiração mesmo cometendo erros.

O amor-próprio é essencial para uma vida plena. Ele é o nosso guia na escolha de parceiros e amigos. É o que nos ajuda a tomar as melhores decisões e a resolver problemas que parecem impossíveis. Graças ao amor-próprio é possível criar a nossa própria definição de sucesso ao invés de copiar fórmulas prontas de felicidade. Ele garante as melhores oportunidades de trabalho e uma carreira que esteja alinhada aos nossos sonhos e necessidades.

O amor-próprio envolve muito, mas muito mais do que apenas se sentir bela. Ele é parâmetro para todo e qualquer aspecto de nossas vidas.

Depois de ler essas lindas palavras decidi também ir atrás do meu amor-próprio. Como funciona? Durante 100 dias postarei pensamentos do Blog Brigadeiro de Alface nas redes sociais, São frases que nos ajudam a ter esse carinho, cuidado e amor por nós mesmas. São 100 dias de amor registrados com a hashtag #100diasdeamorproprio.

O que espero desse projeto? Apenas me amar mais e me sentir em paz comigo mesma. Amor-próprio nunca é demais. Então, se achou interessante, participe também. Nunca é tarde para ser feliz.

 

(Visited 31 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta