6 séries que valem a pena maratonar

Está certo que existem séries atemporais que agradam a todos, como Friends que poderia estar na lista abaixo. Mas existem séries que mesmo sendo bem específicas e marcarem uma época, nos fazem pensar muito mesmo nos dias de hoje. E dessa vez, para ilustrar um pouco isso, vou falar sobre algumas das minhas séries favoritas – ou que influenciaram e influenciam minha vida até hoje –  que já chegaram ao fim, mas que vale a pena ‘maratonar’.

Começando essa lista MARA, falo de uma das séries que sinto mais falta, True Blood

True Blood – Vampiros nunca saem de moda

True Blood conta a história de Sookie, uma garçonete considerada um tanto estranha pelos amigos e vizinhos, que vive num local cheio de vampiros. Ela piora sua reputação ao se apaixonar por um dos vampiros que coexistem com seres humanos alimentando-se de sangue sintético. Ok, quem não viveu uma fase Vampiresca de atire a primeira pedra, bom eu assisti a série um pouco atrasada confesso, mas adorava a temática e o que mais me influenciou foi o fato de podermos amar as pessoas tão intensamente e deixar de amar da mesma forma. Risos, estranho né? Me refiro ao relacionamento de Jess, Jason e Hoyt.   Me lembro como se fosse hoje quando Hoyt pediu para Jess apagar a memória dele, ele não queria  sofrer e desistiu de uma amizade de infância para isso.

Fringe – A melhor série de ficção científica que já assisti.

Criada por J.J. Abrams (mesmo criador de Lost e Alias). A série tem uma mistura de Arquivo X e The Twilight Zone. É um drama que explora a tênue linha entre a ficção científica e a realidade. Quando um acidente aéreo ocorre em Boston, matando todos os passageiros e a tripulação de forma chocante, a agente especial do FBI “Olivia Dunham” (Anna Torv) é chamada para investigar. Depois que seu parceiro, o agente especial “John Scott”, quase morre durante a investigação, Olivia procura desesperadamente por ajuda e acaba conhecendo o “Dr. Walter Bishop” (John Noble), considerado o Einstein da nossa geração. Só há um problema: Walter esteve internado em uma clínica psiquiátrica pelos últimos 17 anos e a única forma de questioná-lo é pedindo ajuda a “Peter Bishop” (Joshua Jackson), o estranho filho de Walter. Cheia de personagens sobrenaturais em formatos cientifico. Mundos paralelos, clonagem,  e um amor lindo entre Peter e Olivia. Super vale a pena assistir.

Malcolm in the midle  – Quase um Todo Mundo Odeia o Malcolm

A série trata de uma família de seis pessoas (mais tarde, sete), e as estrelas Frankie Muniz, no papel de Malcolm, um menino mais-ou-menos normal, que é um gênio. Ele gosta de ser inteligente, mas odeia ter que tomar aulas para crianças super-dotadas , que são ridicularizados por outros estudantes, chamando-as de “Krelboynes”. Jane Kaczmarek no papel de Lois é a mãe arrogante e autoritária. Bryan Cranston interpreta o pai amoroso, mas desprendido, Hal. Christopher Masterson interpreta o papel do irmão mais velho de Malcolm, Francis: um ex-rebelde que, em episódios anteriores, foi para escola militar, mas finalmente se casou e se acomoda em um emprego estável. Justin Berfield é estúpido irmão mais velho de Malcolm, Reese, um valentão da escola que tortura Malcolm em casa, mesmo, quando ele o defende na escola. O Irmão mais novo é Dewey que é interpretado por Erik Per Sullivan. Para as duas primeiras temporadas, o foco do show foi em Malcolm. Como a série progrediu, no entanto, ele começou a explorar os outros membros da família, eventualmente, os seis membros do elenco se tornando um grande elenco. O legal da série e ver uma familia sem dinheiro enfrentando todos os desafios da vida unidos, alias o Malcolm é muito azarado e aprende algumas lições da vida como nós, levando na cara.

One Tree Hill –  Drama adolescente e problemas atuais

A história gira em torno de Lucas Scott (Chad Michael Murray), um jovem de 16 anos que sonha em ser jogador de basquete. Vive com a mãe, Karen Roe (Moira Kelly), e é meio-irmão de Nathan Scott (James Lafferty). Seu pai, Dan (Paul Johansson), nunca o aceitou como filho, deixando-o sob criação total da mãe. Ao ser convidado para se juntar aos Ravens, time de basquete da Tree Hill High, escola onde estuda, Lucas tem de lidar com a pressão do pai e o temperamento forte do irmão Nathan. Além disso, ele se apaixona por Peyton Sawyer (Hilarie Burton), namorada do irmão e cheerleader do time. Para piorar, Brooke Davis (Sophia Bush), melhor amiga de Peyton, se apaixona pelo jovem. Nathan usa Haley (Bethany Joy Galeotti), melhor amiga de Lucas, como alvo para atingir o garoto. Porém, seus planos dão errado, e ele acaba se apaixonando pela moça. Lutando pela aceitação do pai e enfrentando brigas com o irmão, Lucas tem de equilibrar sua vida emocional com o basquete. Era como uma Malhação americana, tinha tudo que realmente acontecia na vida real. E com o tempo foi colocando assuntos mais atuais como drogas, bullying, etc.

 

Revenge –  Vingança é um prato que se come cru

Drama envolvente que até influenciou o enredo da novela Avenida Brasil. Quando Amanda Clarke era criança seu pai foi preso sob a acusação falsa e injusta de terrorismo, sendo julgado e condenado à prisão, onde acabou sendo assassinado. Após alguns anos, Amanda – usando o nome Emily Thorne – volta aos Hamptons para se vingar das pessoas que destruíram sua família e causaram a morte de seu pai. Amanda sente que teve a vida destruída por essas pessoas que armaram contra seu pai, fazendo com que ela passasse sua infância no reformatório, uma detenção juvenil. Quando completou 18 anos, ela foi solta, mudou sua identidade e recebeu a herança de seu pai, além de uma caixa contendo detalhes sobre as pessoas que arruinaram a vida deles. Seu principal alvo é Victoria Grayson, matriarca da família Grayson, que amou e traiu seu pai.

The OC –  A melhor série que já existiu

Orange County (de onde vem a sigla O.C.) é um paraíso localizado na Califórnia onde tudo aparenta ser extremamente “perfeito”. Porém, por trás dos muros das mansões, mundos são destruídos, pessoas desmascaradas e segredos vêm à tona.

Ryan Atwood é um adolescente problemático que sempre se mete em roubadas (por causa do irmão), que, ao chegar em Orange County com Sandy Cohen, um advogado público idealista que evita que Ryan vá para a prisão, convida-o para viver em sua mansão (devido ao fato de Sandy se identificar com Ryan na sua adolescência).

Kirsten Cohen, a esposa perfeita de Sandy Cohen, não fica feliz com a mudança de Ryan para a sua casa. Sua maior preocupação é que o comportamento de Ryan afete seu único filho, o adolescente Seth Cohen, um sonhador ingênuo e apaixonado pela colega de escola, Summer Roberts, uma popular patricinha que no começo da temporada se interessa por Ryan, mas depois se apaixona pelo sarcástico Seth.

Enquanto isso, Marissa Cooper, a garota da casa ao lado dos Cohen e melhor amiga de Summer Roberts, namora o atleta de pólo aquático da escola Luke Ward (um garoto que a trai o tempo todo) e vive num mundo de fantasia e luxo. Até que seu pai, Jimmy Cooper, se envolve em um escândalo financeiro e perde todo o dinheiro da família. O mundo idealizado por Marissa cai em ruínas e sua mãe, Julie Cooper, uma mulher interesseira que só pensa em dinheiro, se encarrega de separar a família, que até então parecia “perfeita”.

Depois de Ryan conhecer o lugar que iria “passar o final de semana”, ele conhece Marissa, que o convida para um desfile e depois para uma festa na casa de sua outra amiga, Holly. É neste ponto que Ryan se encontra pela segunda vez com Luke (sendo a primeira quando conheceu Marissa), batendo em seu “irmão” Seth, e os dois se metem em uma luta, por esse e outros motivos, Ryan vira o maior inimigo de Luke, diminuindo menos ainda a chance de Ryan virar amigo de Marissa.

(Visited 53 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta