Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial

Hoje, 3 de Julho, o Brasil celebra o Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial. Nesta data, em 1951, era aprovada a Lei n° 1.390, mais conhecida como Lei Afonso Arinos, proposta pelo jurista, político e escritor mineiro, que determinou como infração penal o preconceito por raça ou cor.

13516679_1382216731794178_1858794907463030839_n.png

Infelizmente apesar dessa lei ser tão antiga não vemos o cumprimento da lei até hoje. Após a abolição, os negros passaram a habitar guetos e comunidades, como forma de proteção, e em razão da falta de oportunidades. Os negros são alvos recorrentes de racismo, seja ele de forma velada ou explícita.

São casos de preconceito em tantas áreas que chega a ser um absurdo. Um jovem que não arranja emprego por causa de sua cor, uma mulher confundida como sequestradora por estar com sua filha branca, jovens são assassinados e agredidos nas periferias apenas por serem negros.

images.jpg

E isso não acontecem apenas com os “anônimos”, ou “desconhecidos”. Jogadores de futebol também são chamados de “macacos” em estádios, mensagens ofensivas destinadas a atores, jornalistas e atletas negros através das redes sociais e alunos em idade escolar alvo de preconceito por seus cabelos afros.

No Brasil, o Movimento Negro busca a compensação por todos os anos de trabalho forçado e à falta de inclusão social após esse período; a falta de políticas públicas destinadas a maior presença do negro no mercado de trabalho e nos campos educacionais. Também, a efetiva aplicabilidade das leis que buscam a criminalização do racismo e a plena aceitação e respeito à cultura e herança histórica.

Conheça mais sobre o histórico de leis brasileiras relacionadas a crimes raciais aqui: http://goo.gl/43mWIP

Esse não é um problema apenas nacional, em muitos países também existem discriminação contra negros.

Lives.jpg

O movimento Black Lives Matter (As Vidas Negras Importam), por exemplo, é um movimento ativista internacional, com origem na comunidade Afro-americana, que campanha contra a violência direcionada as pessoas negras. BLM regularmente organiza protestos em torno da morte de negros mortos por policiais, e questões mais amplas de discriminação racial, brutalidade policial, e a desigualdade racial no sistema de justiça criminal dos Estados Unidos.

Deixe uma resposta